AtlanticBeat

“Dá-nos a vontade de viver, contra tudo, contra todos, os que nos enredam e afundam o destino.”

~Ana Ferrão – Radar

ATLANTICBEAT MAD’IN PORTUGAL (2014)

“AtlanticBeat Mad’in Portugal” dos OqueStrada deu à costa a 19 de Maio de 2014 com 2 concertos de lançamento na Casa da Música no Porto e no Tivoli em Lisboa.
Entre a força da batida atlântica e o peso da velha Europa, entre o que somos e o que podemos vir a ser “AtlanticBeat Mad’in Portugal” lança o conceito de canção dançante, um dancing music bordado à mão.

Um disco com muito iodo e brisa atlântica que reposiciona Portugal não como porta dos fundos da Europa mas como entrada.  Um varandim com a melhor vista para o mundo. E onde o antigo lema dos OqueStrada  “partir para regressar” tem mais força que nunca, num piscar de olhos ao emigrante que há em todos nós.

Neste segundo disco de originais, OqueStrada apura a sua batida de filigrana, com uma sonoridade centrada na linha melódica da voz, nas harmonias e ritmos da guitarra portuguesa e na batida de alcance baixo bombo da contrabacia.

Esta batida atlântica é arquitectada com instrumentos de fado manobrados por quem não vem do fado mas de uma vadiagem orquestrada durante 12 anos, calibrada nos melhores palcos do mundo.
Marta Miranda, Pablo e João Lima são autores, intérpretes e compositores das suas canções. O trio produziu com a colaboração de Sérgio Costa e direcção musical de Marta Miranda este novo trabalho.

Últimas conversas nas redes sociais

Contagem decrescente para a felicidade